Aquecimento para o MacOS Sierra

1. Compatibilidade

1.1 Hardware

A primeira coisa que você precisa saber é que o MacOS Sierra vai funcionar com Macs late 2009 pra frente. Clique em “/About” e veja se seu computador será compatível com o Sierra.

Modelo mínimo

1.2 Software

Vale conferir se todos os softwares que você usa para trabalho ou lazer funcionarão no MacOS Sierra, acesse o site do fabricante, pesquise no google, acompanhe a galera que já está usando o Beta, isso é importante, é melhor adiar o upgrade do que atualizar e ficar sem um recurso importante no seu sistema.

Eu por exemplo atualizei pro El Capitan cedo demais e fiquei sem o TotalFinder, meu Bartender ficou funcionando parcialmente, as libs que eu usava para gerar PDFs no terminal não funcionavam mais, o discador da Huawei que eu usava para conectar meu modem USB 4G da Vivo não funcionava mais, muita coisa parou e me pegou de surpresa, eu tive que fazer downgrade, foi um grande tempo perdido. Tome todas as medidas para checar se tudo que usa é realmente compatível com o Sierra, fica a dica!

2. Atualize seus Apps

Nos dias próximos ao lançamento praticamente todos os seus Apps principais vão te informar de atualizações relacionadas a compatibilidade com o Sierra, aceite e faça todas as atualizações antes do upgrade.

3. Faxina

Aproveite para fazer aquela faxina no disco para liberar espaço para o upgrade, o El Capitan — por exemplo — necessita de 8.8 GB do disco livre para instalação, portanto, recomendo que tenha pelo menos 15 GB livre no disco para fazer esse upgrade pro Sierra com tranquilidade, remover aplicativos que você não usa ajuda bastante.

Se você não reinicia o seu MacOS há muitos dias, semanas ou meses — como eu faço — é uma boa pedida reiniciar para limpar caches e arquivos temporários do disco.

Você pode usar um App como o CleanMyMac3 para rodar uma rotina completa de limpeza e manutenção do MacOS e pode até remover APPs por ele. Caso não use o CleanMyMac, o Magican é uma opção free muito boa que tem inclusive scanner anti-trojan.

http://www.magicansoft.com/

Recomendo também rodar um antimalware para remover qualquer traço de softwares indesejados no seu sistema, a malwarebytes oferece um free que é muito eficaz.

https://www.malwarebytes.com/mac-download/

Se você desligou o rootless do El Capitan — csrutil — ative novamente antes do upgrade.

Por fim, rode uma rotina de verificação do disco usando o disk utility e com isso você estará quase pronto.

4. Backup

Antes de pensar em fazer o upgrade faça um backup completo no Time Machine, isso vai te dar segurança caso algo não funcione como deveria, com o backup você poderá fazer o restore do seu ambiente.

Eu faço sempre dois backups, um com o Time Machine e outro como CCC (Carbon Copy Cloner).

5. Conta no Apple ID

Após o upgrade o Sierra vai te pedir sua conta do iCloud, a partir do Sierra isso vai ser obrigatório devido a integrações com o Universal Clipboard e auto-unlock do MacOS — por proximidade — com Apple Watch, então, se você ainda não criou uma conta, crie antes da instalação.

6. Atualização Limpa

As dicas acima foram para aqueles que vão realizar o upgrade do El Capitan para o Sierra, preservando os dados, contudo, há quem prefira fazer uma instalação limpa através de um usb stick. Eu normalmente opto por essa técnica. Para uma instalação limpa é necessário criar um instalador USB.

Abaixo alguns bons tutoriais que ensinam a fazer isso:

http://www.macworld.com/article/3092900/macs/how-to-create-a-bootable-macos-sierra-installer-drive.html
http://www.imore.com/how-make-bootable-macos-sierra-installer-drive
http://michaelcrump.net/create-macos-sierra-boot-disk/
http://osxdaily.com/2016/06/15/make-macos-sierra-beta-usb-boot-drive/

Faça seu backup, crie o instalador e depois faça a instalação.

7. Refs

comments powered by Disqus